sexta-feira, 7 de abril de 2017

Enciclopediando #2

Continuação do post "Enciclopediando". Aí vão mais alguns verbetes.

POCHETE: Acessório da moda de décadas passadas feito de 89% de funcionalidade e apenas 11% de apelo visual.

Muitos dos que vivem de moda, respiram moda e só falam de moda consideram brega o acessório, mas de tempos em tempos a peça surge repaginada tentando atrair potenciais compradores.

Especialistas em moda alegam que a pochete prejudica o "look", pois seu volume interfere na silhueta da pessoa, mas basta a Glória Kalil dizer que agora pode que todo o mundo vai querer comprar uma. Daqui a pouco estará na moda de novo.


GUARDANAPO: Papel, geralmente branco e quadrado, usado para limpar a boca. Em barzinhos com música ao vivo, é o meio pelo qual os boêmios costumam pedir músicas ao cantor da noite escrevendo nele (no guardanapo, não no cantor, né? Dãããã) o nome da música.

Para escrever no guardanapo, normalmente é usada a caneta Bic do garçom, que ainda se encarregará de levar aquele pedaço de papel ao palco, ou ao lixo, caso ele considere inconveniente o pedido. Afinal, não dá pra tocar aquele tema do Titanic logo depois que o público acabou de curtir Beatles.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Previsões 2017

REDES SOCIAIS
O Facebook ficará mais colorido e tatuado. E ainda dirão que não é moda.


MÚSICA
Para cada Freddie Mercury que nascer, nascerão também 5 Joelmas, 10 duplas de sertanejo universitário, 42 MCs e 135 DJs. Para cada nova canção com a qualidade de "Águas de Março" lançarão 8 "Rebolations".

O funk ganha novo fôlego para 2017. Novas mulheres-fruta surgirão até não haver mais fruta para nome artístico de uma nova funkeira. A partir daí vão apelar para legumes e verduras. Nomes bizarros virão por aí. No final do ano juntarão todo o mundo para um supergrupo chamado "Quitanda do Funk". Será o início do fim do mundo... de novo.


LITERATURA
Sem grandes surpresas nas estantes para o próximo ano. Livros de autoajuda continuarão nas listas dos mais vendidos, seguidos de livros para colorir e romances pornográficos eróticos. Antigas adolescentes fãs de Crepúsculo se tornarão fãs do fenômeno terapêutico "Cinquenta Tons de Cinza Para Colorir", assim como suas mamães e vovós. Todo o mundo vai achar muito normal. Essas mesmas pessoas contribuirão para o aumento do consumo de drogas lícitas, tema do próximo tópico.


DROGAS
O número de drogarias e bares continuará aumentando. Pessoas dirão que estão felizes, mas estarão constantemente sob efeitos de remédios e redes sociais. As drogas lícitas mais procuradas serão aquelas que levam às mesmas consequências das ilícitas.


SAÚDE
Toda conjuntivite no olho será pleonasmo. Infarto do miocárdio no coração também.


CLIMA
O planeta passa por distúrbios hormonais com variações de humor. Eventualmente teremos as quatro estações num mesmo dia com possibilidades de chuva à tarde. Leve um guarda-chuva, um casaquinho e beba muita água.


TELEJORNAIS
Seguindo a tendência de anos anteriores, jornais da TV ficarão cada vez mais parecidos com programas de fofoca. Se mudarmos a roupa, o cenário e mantivermos a notícia você vai perceber que, às vezes, William Bonner parece Sonia Abrão falando de coisas inúteis pra sua vida. Não estranhe se em 2017 aparecer notícia sobre Big Brother no Jornal Nacional.


SOCIEDADE
Alienados chamarão de "chato" e "antissocial" aquele que não bebe, não fuma, não tem tatuagem, não usa drogas, não curte carnaval, não tem WhatsApp, não vê séries da Netflix e ainda é capaz de viver numa boa sem redes sociais.


ESPAÇO
Continuam as buscas por vida inteligente em outro planeta, embora a torcida é para que não encontre vida, muito menos inteligência seja lá onde for. Motivo simples: se astronautas encontrarem um outro planeta habitável sem dono será mais fácil invadir, povoar e cobrar aluguel de qualquer ET que apareça para uma temporada lá.

A verdade é que ninguém quer saber se existe vida em Marte, o povo só quer saber se lá tem Wi-Fi.


GASTRONOMIA
A onda gourmet chegará à padaria da esquina da sua casa. Prepare-se para o pão na chapa gourmet. É o mesmo pão na chapa que você já conhece, só que menor e mais caro.

A porção de fritas do barzinho que o cliente consumia com o auxílio daquele palitinho, agora virá 20% menor e com um garfo pra cada um da mesa. E sem queijo.


CELEBRIDADES
Personalidades do esporte ou da arte aparecerão no Faustão, que dirá que eles são exemplos tanto no profissional quanto no pessoal.


Tem mais coisas, mas não quero estragar a surpresa. A gente se vê em 2017. ;-)


quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Um nome de peso

Nomes proparoxítonos tendem a agregar mais credibilidade a qualquer filósofo. A exemplo de Sócrates e Aristóteles, Hipócrita seria um bom nome de filósofo.

Nomes oxítonos costumam não ter tanto "peso". Você não levaria a sério um filósofo chamado Zé, né? 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Pequenos mal-entendidos, grandes desastres

Papai Noel dando bronca no seu funcionário que deixou um veado entrar na garagem onde fica guardada a coleção de trenós:

- Já disse que não quero veados em trenós, entendeu?

- Sim senhor.

- Eles estragam tudo. Se isso acontecer de novo, vou demitir.

Nesse momento passou por ali outro funcionário e ouviu a conversa. Rapidamente foi contar aos outros colegas o que tinha escutado:

- Gente! Que babado! Ouvi o chefe dizer que não quer veados ENTRE NÓS. Que absurdo, gente! Vamos processar, fazer campanha no Facebook e nos grupos de WhatsApp.

E começou a Terceira Guerra Mundial.